23 fevereiro 2011

pai...mãe, porque não têm tempo?

pai...mãe,
e quando acham que têm tempo?
eu até vos compreendo, e queria ajudar.
também quero ter tempo para vocês.
ensinem-me,
o que é o tempo, isso que nos afasta tanto?
ele não morre?
assim vocês tinham tempo, e eu também.
e ele, esse tempo... não precisa de tempo?

pai...mãe,
eu gosto muito de vocês
e preciso de vocês.
peçam tempo... ao tempo.

(poema de "retrato")


(voz: vitor de sousa)

14 comentários:

mfc disse...

Esta falta de tempo paga-se muito cara!

Baby disse...

O tempo, o eterno carrasco das nossas vidas...mas se soubermos tratá-lo com inteligência, quem sabe ele se tonará mais maleável e compreensivo?
Bjo.

Vivian disse...

...amemos os nossos filhos,
enquanto houver tempo!!!

bjbjbjbj

nuvemdoce disse...

Todos falamos do tempo.
Do tempo passado, presente e futuro.
Da falta de tempo ou do tempo que não passa.
Do tempo de sol e do tempo de chuva.
Dizem que tempo é dinheiro e que em tempo de guerra não se limpam armas, mas a maior parte do tempo passa-se a passar o tempo.
Fala-se em matar o tempo mas também há quem queira dar tempo ao tempo.
Enfim, o tempo o dirá, porque o tempo perdido não volta mais, por muito que se cante "Oh tempo, volta para trás"...
Há quem diga que "O amor faz passar o tempo e o tempo faz passar o amor", mas o tempo passa sempre, quer o amor seja ou não passageiro.
E nem é preciso ser do tempo da Maria Cachucha para saber que "Atrás de tempo, tempo vem".


Beijokas

Paula Barros disse...

Tenho tentado me policiar ao dizer que não tenho tempo. Tenho tempo, mas uso ele mal, dou prioridades a algumas coisas, ou algumas pessoas, e com isso fico "sem tempo" para outros.

Não gosto quando alguém me diz que não tem tempo.

Mas confesso, voltei a estudar, e estou ficando sem tempo. rsrs


abraço

Ingrid disse...

tempo inquieto..
tempo que foge..
abraço.

Secreta disse...

Um tempo no tempo que tanta falta faz!

sonho disse...

Por vezes só quando se está a perder alguem...é que se dá vaolor ao tempo...
Beijo d'anjo

Sonhadora disse...

Meu querido

Triste e infelizmente verdadeiro o teu poema...não temos tempo...corremos contra o tempo que foge de nós.
Não temos tempo e não nos temos e quando acordamos...passou e ficou tanto por fazer, tanto por dizer, tanto para amar.

Deixo o meu beijinho...e gosto da tua foto.

Sonhadora

Maria João disse...

Não há tempo para pedir ao tempo, que tenha o tempo que ele não tem.
O tempo é fugaz momento que foge a tempo do tempo que a seguir vem.

As nossas crianças precisam do agora, sem desculpas ou adiamentos
incompreensíveis!

Um abraço

BRANCAMAR disse...

Brincar com os filhos é importante, é gratificante, ser cúmplice, ouvir, explicar, contar histórias...mas este pai dito por Víctor de Sousa é infelizmente frequente. Victor de Sousa é uma escolha óptima e que admiro como declamador de poesia. Há poucas semanas ouvi-o por aqui com poemas fantásticos como este e outros sobre a vida.

O seu poema é também muito interessante. Pedir tempo ao tempo é o que todos devemos tentar e às vezes não é assim tão difícil, é uma questão de dar mais importância às pessoas que às coisas materiais, digo eu, que vivi numa geração de pais onde existia muito este pai-tipo aqui apresentado, mas que só não tinha tempo porque não queria. No mundo de hoje com trabalhos precários e tanta mobilidade, ou se tem o tempo todo ou nenhum e a qualidade de relação com as crianças é muito complicada, mas por vezes o pouco tempo com qualidade pode ser melhor que o muito sem ela.

Um bom fim de semana.
Beijinhos
Branca

Multiolhares disse...

e o tempo não volta a trás e as crianças crescem sozinha, egocêntricas sem saberem partilhar,sem saber gerir o amor o carinho sem sentir os afectos que lhes dão a estabilidade para crescerem fortes sem traumas pois não há nada como se sentirem amados importantes na vida dos pais, os pois de certeza que os amam só que eles não o sabem
bjs

Canto da Boca disse...

Tanto o poema quanto o vídeo, causaram-me uma grande reflexao, tenho pensado sobre isso, bem antes de aqui estar, e dou por mim que ando a desperdiçar meu precioso tempo e em coisas que nao estao me deixando satisfeita... Já nao pretendo perder mais tempo...

BRANCAMAR disse...

Agora sou eu que digo, faltam palavras em palco...:)
Espero o próximo acto.

Beijinhos
Branca