29 janeiro 2013


entrelaças-me com a tua fragrância,
entrego-me...!!
nada te digo, deixo tudo contigo.
sei que sabes o que quero, e de ti espero.
não sei até onde me levas.
sinto-te, sinto-te cada vez mais,
e quero mais.
desafias-me...
modelas todo o teu corpo ao meu e aí, 
sou tudo menos eu.
não resisto, sou todo teu.
deitado, e preso entre as tuas pernas, ajoelhadas,
torturas-me ao despires peça a peça da tua roupa.
preciso erguer-me, tocar-te, beijar-te.
empurras-me, felina louca que me quer deitado.
revelas os teus seios e mordes os seus corações.
carregas-me de sensações e como se não bastasse,
inclinas-te e tapas-me a cara com os teus cabelos...
cheiro-os.
quero tocar os teus seios mas não,
ergues-te de novo deixando-me em descontrolo.
passas as tuas mãos por onde quero passar as minhas.
insistes que só tu o fazes por mim.
deixas-me seco de movimentos,
e por momentos... 

dás-me a beber uma taça do teu prazer,
cheia...
de (ainda) muito para acontecer...!!



14 comentários:

Mona Lisa disse...

Leva-te aonde o amor e desejo vos chamam...

Belo, intenso, sensual, apaixonante...poema!

Beijos.

Rita Freitas disse...

Um poema cheio de intensas sensações, que o Sergio já nos habituou.

Beijinhos

Secreta disse...

Uma entrega apaixonante, a tua :)
Beijito.

irene alves disse...

Vim agradecer a sua visita ao meu
blogue http://sinfoniaesol.
wordpress.com e o seu comentário.
E chego aqui e encontro um blogue
"em que os sentimentos se sentem".
Gostei.
Voltarei sempre que possa
e espero que nos possamos
ir visitando.
Beijinhos
Irene Alves

LUZ disse...

Ah! mas, quem é esta "criatura" que lhe "faz" isto tudo?

NÃO PERMITA, OU ESTÁ "CEGO"?

Bem, e o Sérgio que aqui, fala em monólogo, ainda pede que ela o entrelace, o seduza.

Ora, aplicando os meus dois anos de Psicologia, direi, que são recalcamentos anímicos.

Até lhe podem ter feito mais, noutros tempos, como prendê-lo, submetê-lo, terem-lhe vendado os olhos, etc. mas ISTO, E DESTA MANEIRA, NUNCA.

Vejamos, porque, também pode ser uma resposta a alguma provocação e homem não é de ferro, mesmo não lhe interessando, sobremaneira, mas... hum, não me cheira a esturrro, cheira-me a fragrâncias.

Não vá ao blogue da Luz, porque aí, ainda fica pior. Fica, como as crianças, quando estão a dormir e veem a lua. Sorriem e são tão felizes (dizia a minha mãe)!

O Sérgio está prestes a "incendiar" e não diga, que não o avisei.

DEVE TER SEDE, NÃO? HIDRATE-SE! Beba muito chá e água.

Abraço e quero-o, inteiro, isto é, vamos lá pôr o Português, sem ser traiçoeiro, sem qualquer arranhadela, nem queimadura ligeira.

LUZ disse...

Ora, muito bem! Encontrei uma expressão sua muito apropriada à criatura: FELINA LOUCA.

TEM OLHOS DE GATA? Os olhos, assim, são perigosíssimos. BE CAREFUL!

Abraço.

LUZ disse...

OUTRA COISA: não esperava que postasse tão cedo. Então postou sexta-feira, e ontem, ou 2ª f, outra vez?
São rios de lava, não?

Então e "material" para o fim de semana?

Aguardo!

LUZ disse...

Ah! TENHO DE LHE DIZER OUTRA COISA!

Este mês, Janeiro, já postou tantas vezes. Faça favor de as contar.

É TÁGIDE OU MUSA?

LUZ disse...

OLHE, QUE ME ESTAVA A ESQUECER DO VÍDEO!

A minha cabeça já não é o que era...!

Avê-Maria, cheia de graça, bendita sois vós, entre as mulheres (nós somos católicos)...

Que sensualidade, escolhida por um homem, claro. É tudo de uma vez. Pois, vocês são, TODOS, assim.
Não deve "comer" tudo de uma vez. Perde o interesse. Falo-lhe, como sendo sua irmã.

HÁ REGRAS.

Abraço.

Pérola disse...

Um querer repleto de ternura, carinho e sensualidade.

Uma entrega com tempo e repleta de confiança.

Cerra os olhos e...deixa-te conduzir.

Há lá coisa melhor!

Um ótimo dia, perfumado de inspirações.

Anónimo disse...

Caro amigo,

Cuidado com a "LUZ", muito cuidado!

É conhecida como uma ressabiada do caraças, aliás, pela cara dela vê-se bem que é uma histérica de primeira apanham e que só anda na internet à procura de sexo!

Muito cuidado com ela! Este é o primeiro de muitos avisos...

sérgio figueiredo disse...

Caro/a Anónimo,
agradeço a sua visita ao meu blogue.
Quero dizer-lhe e, já agora, a todos quantos me visitam, que estou na blogosfera desde 2006 e posso agradecer a todos o fato de nunca ter tido problemas com quem quer que seja.
assumi desde o princípio que aceitaria todos os comentários, uma vez que partilho a minha escrita a público logo, não faria sentido fazer seleção de comentários a publicar. repito, este meu blogue é de livre acesso a todos. contudo...
há comentários e comentários, os que me agradam e os que nem por isso. quero com isto dizer, caro Anónimo/a, que o teor do seu comentário só a si diz respeito, não me vou pronunciar sobre o mesmo. peço-lhe, contudo, que ao fazer o seu juízo sobre pessoas que não sendo autoras deste blogue, a elas se dirija em lugar, mais diretamente, ligado ás mesmas.

reforço o meu agradecimento pela sua visita.

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema terno, intenso e sensual q.b.

gostei muito.

beijo

;)

S* disse...

Gosto e taças cheias. Cheias de amor, de vontade, de desejos.