25 janeiro 2013













tiras-me do sério quando te vestes assim e de seguida... me despes a teu belo prazer sem nada quereres ouvir de mim.


queres que te diga, "não te amo"...??

diz-me tu... de que serve, aqui, agora, neste momento, fazer-te essa vontade...?? mais doloroso, ainda, é duvidares que "eu te desejo". e que tantas vezes "imagino o teu corpo, nu", dando aos meus olhos o prazer de contemplarem, a 3 dimensões, a 360º graus, cada poro da tua pele. 
diz-me que os teus lábios nunca quiseram os meus, atreves-te...?? é que os meus permanecem no sonho das vezes que hão-de beijar os teus. 
tu exalas perfume que desperta a minha libido. teu corpo é todo um mapa mundo que quero dar aos meus dedos, para percorrerem, e com eles, desassossegar oceanos e a mãe natureza que há em ti. 
mergulharei na onda mais impenetrável. serei caminhante por altos e baixos fruto de todo o teu relevo. diz-me...
que faço eu de ti quando me seduzes com os "botões" dos teus seios...?? 
que faço eu de ti quando incendeias, com as tuas próprias mãos, o meu "desatino" mais sensível...??

queres mesmo que te diga, "não te amo"...??


(texto e desenho de: SF)  


14 comentários:

LUZ disse...

Pois, qualquer um sai do "sério",, quando uma mulher se veste daquele modo.

O desenho que elaborou está muito bem feito e relaciona-se, na sua totalidade, com as suas palavras.

O texto está um pouco "incógnito" e provocador. É um dos possíveis "caminhos", que, com algumas pessoas dá resultado.

ENTÃO, GOOD LUCK!

Abraço.

LUZ disse...

O vídeo já conhecia. Música francesa, Moulin Rouge, Pigalle.

Um lindo poema de amor, acompanhado a concertina, que caracteriza este tipo de música.

Ai, mas "As borbulhas de amor"...!

maria teresa disse...

Uma pitada de erotismo, um pozinho de enigma, muita sensibilidade,...um belo "lamento"!
Abracinho meu!

Mona Lisa disse...

Um poema transbordando sensualidade.

Será amor ou apenas desejo?!

Beijinhos.

Ingrid disse...

que post delicioso!!!
amei imenso..
beijos Sergio.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Sérgio

Um texto e imagem pleno de sensualidade e amor.
E...diz-lhe que a amas...que a queres inteira em ti.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Maré Viva disse...

Não! Quem quereria ouvir tal coisa?

Belo texto, onde os sentido pulsam em cada palavra e o desejo se expande, a 3 dimensões...

Assim é o palco da vida. Que o pano nunca se feche!

Um abraço.

LUZ disse...

Ou eu sou muito obbservadora, ou as outras pessoas, acham que nada devem referir.

Pois, meu amigo Sérgio, novo visual do "Palco". Muito bem!
Tudo tão simétrico, certinho, limpo, arrumado, etc.

Qual o formato das suas mãos (ora, se isto é pergunta que se faça num comentário)!?
Queria, somente relacionar a sua arte, talento e engenho com o que me é dado ver, feito pelas suas mãos, só isso.

E depois como é "bué" inteligente, fora da "norma", tudo o que realiza, fica deslumbrante. Não percebe à primeira, percebe antes do um, da primeira, portanto na metade do um, ou seja no o,5, já está a captar.
É como Midas, não? Onde toca, vira ouro.

Deixei no meu blogue resposta ao seu "humilde ser".

Excelente semana e noite, inspiradíssima.

Abraço.

Luciana Souza disse...

Oi Sérgio
É, seus textos estão mais sensuais, vc deve estar muito bem, fico feliz por vc, eu também estou bem, e vc tem boa parte de "culpa" na minha recuperação. Adorei tudo, vc mudou o layout também!
Bjos. Fique com Deus!
http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

© Piedade Araújo Sol disse...

os desenhos estão muito bem elaborados, e fazem boa "companhia" ao texto sensual e com algo de contradição que "casa" muito bem.
gostei do conjunto!
beijo

LUZ disse...

Olá,

Pra ser franca, também não percebi o seu texto.
Não sei se o seu EU, quer ou não quer, ou melhor, eu percebi, só que acho que, inicialmente, está a demonstrar-se "um durão, para depois lhe cair nos braços, no "colo".
Então, não lhe resistiu ou quer provocá-la?
Se não vai de uma maneira, vai doutra, ms olhe que há muito mais maneiras.
Ora, o cérebro já está nos 350 graus (não me enganei, não, é mesmo 350, que pretendo escrever, caso não, o mesmo, o cérebro, atingiria o âmago, em palavras, emoções, sentires e sensações), melhor que o cérebro do cão de Pavlov (desculpe a comparação, mas os animais são muito inteligentes)Diga lá que não é verdade!

Gosto de ver estas opiniões, por aqui, as minhas e as das outras seguidoras, algumas muito persistentes, que é o meu caso, mas eu sou um caso "perdido", como já calcula.

Excelente dia.
Abraço.

LUZ disse...

Vá preparando novo texto, porque já estamos quase a meio da semana.
Inspire-se em... não sei em quê nem em quem, mas o "senhor" sabe.

ET VOILÀ!

Gosto muito do idioma francês e da cultura daquele refinado povo.

Montes de luzes.

Pérola disse...

Desconheço o que 'ela' quer.

Apenas sei que o sentir é real e o apelo não carece de resposta.
O Sérgio é omnisciente na matéria.

Agrada a rusticidade da madeira e a simplicidade do palco.

Parabéns pelo bom gosto.

LUZ disse...

Obrigada, Sérgio, pelo comentário tão correto, dividido em duas partes, que deixou no "Sinfonia e Sol".

Gostei imenso.
Abraço, asssimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm