25 maio 2011

estrela cadente...

6 comentários:

mfc disse...

O teu romantismo é muito bonito!

Paula Barros disse...

o pensamento, o vento, a luz da lua, a estrela cadente, fazendo companhia.

BRANCAMAR disse...

Um poema muito belo e inspirado na grande sensibilidade e emoção dos momentos vividos.

Muito profundo. Adorei.
Beijinhos.
Branca

Sonhadora disse...

Meu querido

Embalado nas asas dos sonhos...esperando o amor que um dia vai chegar transformando a estrela cadente...num momento eterno.

Deixo-te um beijinho de boa noite
Sonhadora

Sentidamente disse...

Pela janela aberta,
insinua-se o escuro da noite,
precipam-se sons das ausências,
as vidraças suam humidades tristes.

Reina o silêncio perfumado
pelo brilho cadente das estrelas,
pelo mítico pretear da lua
pela ténue claridade do candieiro,
preso na esquina da rua.

As flores fecham pétalas
e sacodem voláteis aromas
a saturar o ar adormecido.

A janela aberta fita-me,
numa oração extasiada
à deusa que habita a noite.

Maria João disse...

Meu amigo

Quando libertamos o pensamento, há sempre uma outra vida, uma outra janela que se abre e de lá, emana uma outra forma de sentir e de nos expressarmos. Como a poesia, por exemplo.

Um beijinho