14 março 2011

personagem...

7 comentários:

Ingrid disse...

passando e deixando beijos perfumados..

Paula Barros disse...

Em se tratando do pão, aqui no Brasil está do mesmo jeito. Com o pão, com os biscoitos, chocolates, sorvetes..aumenatam os preços, diminuem o tamanho, altera a qualidade.

mfc disse...

Por favor não cresças mais!!!!!

BRANCAMAR disse...

Realmente o preço de uma carcaça faz com que ela já não possa ser como noutros tempos a comida dos pobres. Por isso se dava tanta importância ao "pão" para a boca, onde se punha uma compota caseira.
O bacalhau que era dos pobres, também há muito já não é e então o que fica? Umas couves do quintal para fazer uma sopa?
Sim, iso e pouco mais. Não falta muito para sete etado de coisas que já vi à minha volta enquanto miúda e nunca pensei que se viesse a recuar tanto no tempo.

Um beijinho
Branca

BRANCAMAR disse...

Peço imensa desculpa por o comentário acima estar cheio de erros, por troca de letras e falta delas, trapalhice em que não reparei antes, :))

Beijinhos

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Nem só de pão vive o homem...e a tua carcaça é bem mais vasta...o teu sentir é bem mais profundo...e estou em divida contigo.

Beijinho
Sonhadora

Vivian disse...

...nem só de pão vive o
homem.

mas sem ele, como sustentar
a carcaça?

bj, moço!