11 setembro 2013










"... estás por aí? 
sê rápido, por favor, a responderes, se possível.
telefona-me, quero ouvir a tua voz...".


despes-me, completamente...
sempre que me falas assim.
não te dás conta,
não imaginas.
só eu sei o mundo que nasce em mim... 
sempre que me falas assim.
telefono-te...
a tua voz está por um fio, 
mas o meu corpo...
sente-te, num físico encontro.
a tua voz, a minha voz, explodem de desejo...
falam excitação.
 "... estás por aí?"...
estou...!!
"sê rápido"...
serei...!!
"quero ouvir a tua voz"... 
mas eu não quero ouvir a tua.
vem para mim, e sente...
sente o meu corpo a falar com o teu...
loucamente...!!

14 comentários:

Paula Barros disse...

A urgência do ser-corpo que ama, que deseja.
Lindo!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

A voz de quem se ama diz muito, mas um olhar ainda diz muito mais.
Como sempre as tuas palavras são pura emoção.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

LUZ disse...

Ó Sérgio, meu querido e sensível amigo!

Foi dos textos mais bonitos, o mais bonito mesmo, O MAIS INTRÍNSECO, O MAIS DE SI, O MAIS MAIS...MAIS...que já li, aqui, no seu blogue.

Foi bem pensado, programado, ou foi fúria, furação, do momento?

DO MOMENTO, DIGO BEM. FOI UM MOMENTO, NÃO FOI?

Segundo depreendo da imagem, tudo se passou ao telefone, ou pelo menos dá a entender isso.

Não posso saber a conversa, eu sei, mas eu só gostaria de saber como a iniciaram. CONTA-MA, só um bocadinho. Sim?

Imagine se a ligação caísse, por qualquer motivo? Deve ser uma sensação de: " eu não tenho nada, eu fiquei sem NADA. E agora"?

Aproveitou o conteúdo TODO, TODO e fez um templo LUXURIANTE E GRANDIOSO, com as suas palavras.

Isto parece ter sido uma acontecimento real, verdadeiro, que aconteceu mesmo, percebe?
Satisfaça, a minha curiosidade, por favor. Foi real?

Bem, nem sei que lhe diga. Já lhe tinha pedido uma nova publicação, há uns tempos, mas nem respondeu.

GOSTA DE SURPREENDER, E EU GOSTO DE SER SURPREENDIDA.

Aguardo resposta, quando e se lhe apetecer.

VOLTAREI, AQUI, SE DEUS QUISER.

Obrigada, por este momento, DE LUZ, ou melhor, de SÉRGIO!

Um abraço e um beijo, com amizade.

LUZ disse...

ESTÁ POR AÍ? SEJA RÁPIDO A RESPONDER-ME! QUERO, PRECISO DE LER AS SUAS PALAVRAS, HOJE! OBRIGADA!

Olá, queridíssimo Sérgio!

Não é a outra, a que está na cabine telefónica, sou eu.

Bem lhe disse eu, que voltaria. E como não há duas sem três, dizem, vulgarmente, cá estou, de novo, para "palrarmos" a little bit.

No meu caso, não há uma sem duas, mas o importante é haver.

ESTIVE LENDO (estou falando á alentejana), mais uma e uma vez, as palavras que escreveu, e agora, acho-as, ainda mis lindas e reais.

PARECE QUER ACONTECEU MESMO. FOI?

Já lhe perguntei, até por mail, mas não se "descose", e muda de assunto.

Bem, a senhora pode ficar descansada, porque arranjou um amor, muito segredeiro. Aliás, quem "come" não diz e quem não "come", já encheu, na imaginação, a barriguinha, três ou quatro vezes, mas só em teoria

Ai, há homens com tanta imaginação, que, por infelicidade só lhes dá para o gabanço. Enfim, e como se diz no Alentejo: quando não há lombo, linguiça, como.

PESCADA NÃO É PARA GATO, provérbio que inundou a minha família, e "SÓ TOCA GUITARRA, QUEM TIVER UNHAS".

Fui, sou, somos, fomos, todos, sem exceção, muito seletivos.

Gosto muito de peixe, mas nem tudo o que chega à "minha rede" é peixe, ou pelo menos, não é o peixe que me agrada.

Por um fio, não está o nosso afeto (ai, como é que a criatura anónima, disse?) isso posso eu garantir-lhe.

E como está de espinha? Falo de coluna vertebral, obviamente. Não, que se tenha queixado, mas, às vezes, e sem perceber, podemos magoar.

Não quer ouvir a voz dela? Então, coitada da pobrezinha, que lhe dá tanta atenção, e o "senhor" não quer só a voz dela, pois então, quer mais, muito mais.

QUE MALANDRÃO! ORA, QUEM DIRIA? ESSA MERECE BIP, BIP, BIP, (ai, a terra só tem dois polos, polo Norte e polo Sul. Concluo já não sei nada de geografia, mas sei de outras matérias). Ora para rimar com Geografia, encontro o quê? Já sei. ANATOMIA. Eureka, gritou Arquimedes.

Os corpos falam, Sérgio? Essa desconhecia, mas nós estamos sempre a aprender. Não sabia, desconhecia.

Depois, tem de me explicar isso, pormenorizadamente, por favor, porque as experientes e ressabiadas, com licenciaturas, mestrados e cultura, não sabem dessas coisas.

Ó criatura, entre lá no diálogo, para darmos ênfase a este mutismo.

Explosão de desejo, isso sei o que é. Sou normal e paranormal, portanto, assenta-me que nem uma luva.

Bem, vou dar descanso/tréguas, àquilo que a CRIATURA ANÓMIMA tem dentro de uma "coisa" redonda que está por cima dos ombros. Não é isso que pensou, de imediato, CRIATURA, DE MENTE RELES. Refiro-me ao cérebro, da serradura que ele contém, sim porque não vejo outros vestígios e olhe que trabalhei dois anos em Arqueologia e Espeleologia, portanto até percebo alguma coisa do assunto.

Alucine, difame, invente, ponha, escreva, ANONIMAMENTE, por cobardia (arma dos fracos, dos miseráveis, mas não os de Victor Hugo. Nem sabe do que estou a falar, porque só conhece baixaria e porque NEM ROSTO TEM PARA MOSTRAR, só pode ser), que eu contraponho, COM A VERDADE, APENAS E SÓ COM A VERDADE E COM A CONSCIÊNCIA LIMPA, TRANQUILA E RICA, porque, também, frequentei Direito, o que me faz ter espaço de manobra mental.

ESPERO NÃO TER ESTADO A FALAR PARA "NADAS", "INSIGNIFICANTES" OU "POBRES DE ESPÍRITO".

Que Deus lhe perdoe, porque eu, não consigo esquecer, e muito menos perdoar.

De novo, nós, Sérgio. Eu nem sei quantas linhas tem este meu comentário/dissertação, mas espero que o Boss destas coisas o deixe passar, na totalidade.

TENHO FÉ!

Um beijo e um abraço bem amistoso da LUZ.

LUZ disse...

Pretendo retificar 8ª linha - à.
9ª linha - mais.
10ª linha - Parece que.

E não encontrei mais erros. Se os houver, diga-me, por favor.

Bises, avec tendresse.

LUZ disse...

Bem, este blogue, parece que é só SEU e MEU.

Ninguém aparece por cá, mas há pessoas, que valem por centenas.

Acabei de ler o seu comentário, mesmo agora.

SANTO DEUS! QUE FUÊNCIA, QUE ARREBATAMENTO E QUE LUCIDEZ!

Acertou, em cheio, em TUDO, o que afirmou.

Vermelho/a, SÓ tenho um vestido e uns sapatos de cetim, que comprei há uma semana, NADA MAIS.

Daqui a alguns minutos, sairei, DE LARANJA MECÂNICA, pronta a dar uma resposta decisiva e mais um afeto muito sentido e sincero em pessoas competentes e de quem, SINCERAMENTE, gosto.

Moscavide é uma vila velha, e está muito pior desde que o PS, a dirige, vai para mais de dez anos.
Também só lá há idosos, praticamente, e portanto, lanches, visitas aqui e ali, faz bem a quem já NADA espera. Os filhos não lhes ligam nenhuma, portanto, vão gratuitamente aos "eventos sociais", MAS NÃO É SÓ DISSO QUE ELES PRECISAM.

A MUDANÇA É NECESSÁRIA, MESMO QUE SEJA PARA O PC, Bernardino Soares, candidato.

Moscavide é o "meu quartel general", na escola primária, que frequentei. COINCIDÊNCIAS AGRADÁVEIS.

OH! C' EST SI BON!

Bonne journée, avec amour et de la lumière aux yeux.

ALLONS-Y, MON CHÉRI!

Bises, avec tendresse.

PS: sabe como gosto da cultura francesa e daquele refinamento, não sabe? Então, por que não mostrar aquilo que SOU e QUERO?

LUZ disse...

RETIFICANDO: FLUÊNCIA.

Resto de bom domingo, para si, e para mim, também, mas, ÀS DIREITAS.
Não é provocação, acredite. É aquilo que sinto e eu não sei fingir.

Um abraço com muita estima.

sérgio figueiredo disse...

claro que acredito, e se não acreditasse... não era provocação, acredite...!!

abracinho

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Sérgio

Hoje passando para dizer que estou a ser entrevistada no RECANTO DOS AUTORES, será um prazer a tua visita. Deixo o Link:

http://recantodosautores.blogspot.pt/

Um beijinho com carinho
Sonhadora

LUZ disse...

Que deliciosos e bem "metidos" trocadilhos!

Sabe tão bem enlear, entrosar, fundir as palavras, gerando jogos com elas, que poucos conhecem.

É UMA ARTE. PARABÉNS!

Vamos "praticar", mais vezes. Concorda? Desenvolve a nossa capacidade mental e sensorial.

Abraço, com laço.

Pérola disse...

Uma comunicação insuficiente que exige presença, toque, olhar.

Terno, sensual e repleto de desejo sem cair no vulgar.

Parabéns, Sérgio!

beijo

LUZ disse...

DE PEDRA E CAL


Há mais alguma coisa, que o teu corpo?

Não. Eu não sei, eu não conheço.

Só nele, em ti, me cumpro e amanheço.

Beijos, abraços, pensamentos, vontades

Só no teu corpo têm pés e cabeça

E coração, aquele inconsciente, que, por vezes faz das suas

Pois não se dá bem com a razão

E portanto não entende, não compreende tudo o que aconteça.

Conhecesses-me mais-que-perfeita

Do Indicativo, nesta luta suprema e acesa

Quando fico louca, à solta, possessa.

E de novo, ontem, hoje, os teus abraços nos meus braços

Os teus beijos, únicos, os teus afagos

E mais uma vez vou buscar o meu corpo

Na sublime nudez, já em festa, e to entrego.

E tudo quanto queremos, desejamos, fazemos

Porque toma conta do nosso corpo

Uma vendaval e um dilúvio tal

Que não dá para ensaiar, acomodar, e fazer parar.

Apesar de toda esta atribulação, eu estou aqui, só para ti

De pedra e cal. "USA-ME"!


Autora (eu)

LUZ disse...

Bem, não é que esteja farta deste seu texto, mas "comer sempre do mesmo, enjoa", diz-se.

Olá, queridíssimo Sérgio!

Passei por aqui, propositadamente, para lhe desejar um dia excelente e pedir-lhe, pela nossa amizade, um novo poste. PODE SER. ACEITA?

Surpreenda-me! SIM?

Um beijo, com estima.

Parapeito disse...

gostei
abraço*