01 novembro 2013





GOSTO, ao acordar todas as manhãs, de virar a cabeça para o teu lado e ver, desenhados no lençol que te tapa, todos os contornos do teu corpo, todas as linhas, retas e curvas, que percorri, na noite que foi nossa, e em que divagámos por todos os recantos, do desejo, e do prazer. em que vivenciámos, nascentes? mares? fruto do nosso suor. GOSTO, de ouvir a melodia do teu respirar, de sentir no ar, o teu perfume, a nossa essência, numa só, enquanto aguardo pelo ansiado momento em que abres os olhos, brilhantes, com um infinito de cores, como as do sol no seu nascer, e os teus lábios, como que um raio de luz, acariciando os meus... GOSTO...!!

6 comentários:

LUZ disse...

Apetecia-me "trincar" o seu texto, ou melhor, dar-lhe dentadinhas "insalivadas" no início, no meio, se é que consegue encontrar o centro neste desconcentro, e no fim do mesmo.

É tudo isto que escreveu, que acontece na sua vontade, no seu COTIDIANO, no seu amar e no seu olhar? QUE BOM! SÓ PODE SER UM HOMEM MUITO FELIZ.

TOTALMENTE FASCINADO E FASCINANTE.

Então, enquanto a sua amante dorme, observa, sob o lençol, todos os contornos do corpo que já foi seu e dela. E NÃO FICA "CEGO"?
Ah, já está, pois é.

Estou a imaginar o despertar dela, lavado em cascatas hilariantes do amor, que há horas fizeram, abrindo-se para o alvorecer dos sentidos e do dia, que já está "ganho".

Estava aqui a pensar com os "meus botões", por que é que as pessoas falam sempre na noite, como o Sérgio o fez, também, quando falam de amor, e de o fazer?
Talvez porque a noite é silenciosa, mística e sigilosa, talvez por isso, porque, para mim, não há, não encontro outra justificação.

ENTÃO, CONTINUE OLHANDO E ESPERANDO O DSPERTAR DESSA LUZ, NESSA PANÓPLIA DE CORES, QUE NEM PICASSO CONSEGUE ALCANÇAR.

E depois, "morrem", "sucumbem" nos lábios um do outro. MORTE SANTA, chamar-lhe-ia.

A imagem está, em consonância, com todo o seu texto, sem dúvida.
EM/É VERMELHO, É PAIXÃO. VIVAM-NA, INTENSAMENTE!

O vídeo já é "velho" aqui, não é Sérgio? E bom gosto musical, é "coisa" que lhe não falta.
Já percebeu o que pretendo sugerir, ou melhor, já sugeri.

Tenha um dia risonho e luxuriante!

Abraço-o, deixando-lhe uma rosa encarnada para despetalar, hoje, em cima do corpo dela. Depois, olhe-o, cheire-o e ...

MAIS NÃO DIGO.

LUZ disse...

Mudou a imagem que encimava o seu texto...!

Talvez perceba, o motivo, julgo eu.
Na imagem anterior, só aparecia o corpo de uma mulher semitapado por um pano de seda vermelha. Aqui, nesta, e embora menos bonita do que a outra, em minha opinião, estão um homem e uma mulher, amando-se, portanto, na sua ótica, o seu texto não estava totalmente em sintonia com a imagem.

ENTÃO, CONTINUEM A FAZER ESSE AMOR...!!!

Prometo que me vou já, já, embora, para que a imaginação entre "EM PALCO" sem palavras, que não são necessárias, neste contexto.

See you.

Parapeito disse...

e que bom que é quando se gosta de gostar.
brisas doces *

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Sérgio

Que todas as tuas madrugadas sejam feitas desse sentir pleno de amar.
Como sempre fico sem palavras...adorei apenas.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Pérola disse...

Eu gosto de gostar e desse Gostar.

Belo, Sérgio.

Beijinhos

Vivian disse...

...como não gostar de quem nos faz reféns do prazer?

como sempre...lindo o que
vejo aqui!

bjs